Abastecimento De Água Potável & Saneamento Gerido Pelas Comunidades

Outubro de 2014 – Setembro de 2020
Financiamento: $1,960,000

O projecto da  Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) de Abastecimento de Água Potável e Saneamento Gerido pela Comunidade visa melhorar a gestão de água através da implementação do Modelo de Gestão Gomunitária de Sistemas Hidrícos (MoGeCa) por forma a assegurar a acessibilidade de água potável aos consumidores e a manutenção das infraestruturas hidrícas. Este modelo financiando pela USAID e adoptado pelo Governo de Angola, visto que a sua política de gestão de água assenta em três pilares, incluindo: na descentralização da gestão dos sistemas hidrícos, participação e recuperação de custos. Uma componente importante deste modelo, é a criar estruturas de gestão de água e sanemaneto, e capacitar as comunidades através da mobilização social e formação das administrações nacionais e locais em matéria de planificação e implementação do modelo. O objectivo do projecto de Abastecimeto de Água Potável e Saneamento Gerido pela Comunidade é melhorar os indicadores de saúde pública das famílias angolanas vulneráveis por meio de maior acesso aos serviços sunstentáveis e acessíveis de abastecimento de água e sanemanto. Irá melhorar as práticas de higiene nos municípios rurais e peri-urbanos, nas pronvíncias do Cunene, Huambo, Kwanza-Sul e Luanda.

 

ACTIVIDADES

  • Maior acesso a água potável e serviços sanitários;
  • Organizar os comités de gestão de água;
  • Formar os administradores nacionais e municipais em matéria de planificação e monitoração;
  • Criar subcomités no seio da cada comunidade;
  • Realizar campanhas de instrução em matéria de saúde nas escolas e nas comunidades;
  • Implementar a abordagem Saneamento Total Liderado pelas Comunidades nas áreas rurais e peri-urbanas. 

METAS ATINGIDAS

  • 82.416 pessoas que têm acesso a água potável e serviços sanitários;
  • 464 comités de gestão comunitária de água estabelecidos;
  • 6 comunidades certificadas como áreas livres de defecação ao ar livre;
  • 31.078 crianças em 31 escolas, com acesso aos lavatórios para lavagem das mãos, como parte da campanha de higiene;
  • 118 lavatórios para lavagem das mãos, instalados em 20 escolas.
  • 9.037 famílias que participaram em sessões de formação sobre saúde e higiene;
  • 22.119 famílias que adoptaram boas práticas de higiene e saúde;
  • 11.714 famílias que beneficiaram das campanhas de sensibilização porta-em-porta sobre Saneamento Total Liderado pelas Comunidades em áreas rurais e peri-urbanas;
  • 887 famílias têm maior acesso a latrinas comunitárias;
  • 3.946 sistemas hídricos identificados em 17 municípios;
  • 76 equipamentos de monitorização fornecidos aos comités de água para monitorar a qualidade da água;
  • 552 técnicos da Direcção Nacional de Energia e Águas, da Direcção Provincial da Energia e Águas, da Administração Municipal e da Empresa de Abastecimento Público de Água (EPAL) de Luanda, beneficiaram de sessões de formação e de acompanhamento de longo período em matéria de implementação do modelo de gestão comunitária dos sistemas de águas; 
  • 13,676 que beneficiaram de palestras sobre Saneamento Total Liderado pelas Comunidades;
  • 172 família têm maior acesso a latrinas comunitárias;
  • 561 técnicos da Direcção Nacional de Águas e da Administração Municipal que beneficiaram de formação em matéria de Saneamento Total Liderado pelas Comunidades.

Last updated: August 26, 2020

Share This Page